Computação em nuvem: barato ou caro?

A verdade é que sai mais barato do que você pode imaginar!

Como os usuários pagam apenas por aquilo que usam, o sistema na nuvem é considerado uma opção econômica. No caso de um software, por exemplo, é necessário pagar por todas as suas licenças e servidores, que não custam barato, não é?

Outro exemplo é o armazenamento de informações em desktop. Como todos sabem, cada computador possui a sua capacidade limitada para armazenar informações. Quando é necessário mais espaço, restam duas opções: excluir arquivos ou adquirir um dispositivo novo.

Já com o Cloud Computing, o gasto é feito de acordo com as suas necessidades. Quando for preciso de mais espaço, adquirir um novo plano é o suficiente. Por outro lado, caso o uso tenha sido menos que o esperado, é possível reduzir os gastos. Sendo assim, a empresa usufrui e paga pelos recursos que realmente precisa.

Parece bobo ou desnecessário, mas a redução de custos ou um uso excessivo de verba pode fazer diferença nos gastos da sua empresa, podendo destinar aquele gasto a uma área mais estratégica para o negócio.